26 de nov de 2010

Deturpado Silêncio

(Van Occupanther, by Midlake, in The Trials of Van Occupanther, 2006.)

Breve a passagem por este mundo belo!
Leve suspiro, súbita lufada de ar, pesado sonho.
Tantos passaram sem que as minhas vistas alcançassem!
Tantos outros desapareceram sob o meu mareado olhar!
Restam apenas as saudades, atemporais.
Restam apenas essas lágrimas incômodas a alimentarem esperança fugaz (?) -
nenhum vínculo há que tempo ou espaço possam quebrar.
Saudades e esperanças de que lógica estatísticas filosofias vãs fanatismo banal,
sejam apenas como poeira persistente a lapidar a alma.
E, lá fora, ah!,
aqueles que um dia em meu coração fizeram morada,
e espalharam profundas raízes,
não se percam de mim em infinda escuridão.

(dedicado com imensas saudades para a 'miga Katiê.)

Nenhum comentário: