21 de mai de 2008

Peça Falha, Falha Peça, Peça Falha, Falha Peça. Falheça!? Peçalha?

Theater, by Alexander Tikhomirov, 1988.

Em busca sempre
O sonho perdido
O riso estampado
Traço infinito;
Não há poesia sem solidão
E nem solidão sem poesia há
um gosto amargo na boca
 tesa a caneta entre trêmulos dedos.

Nenhum comentário: